Remédios caseiros para Pleurisia

Oi, está bem? me chamo-me Anna Paula, assumi como coordenadora em clínica estética Emagrecentro Jabaquara, o maior Centro de Emagrecimento e Estética do Brasil. Eu sou mãe e fitness guru nas horas vagas. Vivo uma vida saudável e tem como missão transformar vidas! este blog é feito para você, aproveite…Hoje vamos apresentar para vocês remédios caseiros para pleurisia, até mais. ?

Remédios caseiros para Pleurisia

Pleurisia, Sintomas e Como tratá-la

Pleurisia, também chamada pleurite , é causada por agentes patogênicos . É feita uma distinção entre pleurisia “seca” e “húmida”. A primeira causa a inflamação da pleura , dor esfaqueamento lateral ao respirar, tosse irritante e febre leve .

Na segunda, há um derrame entre a pleura e a pleura visceral. Como resultado, o pulmão fica congestionado e a dispnéia aparece. Quando este derrame escorre, provoca uma acumulação de pus que tem de ser eliminada pelo médico.

Remédios caseiros para Pleurisia

Tratamentos Naturais para Pleurisia

 

Home Remédio 1: Tusílago

Coloque uma colher de chá de tusílago (flores e folhas) por xícara e adicione água fervente. Vamos parar meio minuto, esticar e beber. Bebe dois a quatro copos por dia.

Remédios caseiros para Pleurisia

Remédios Naturais 2: Vinagre de Cidra

Os pensos em vinagre de cidra reduzem a inflamação e aceleram a cicatrização.

Solução eficaz 3: Folhas de salva

As folhas de salva, juntamente com o farelo de milho, fortalecem os rins e removem a água do corpo.

Remédios Botânicos 4: Plátano

As folhas frescas de bananeira são um bom remédio; o peito é envolto com elas apertando-as de antemão.

Remédios caseiros para Pleurisia

Remédio Barato 5: Argila

Aplicar a argila quente sob a forma de compressas ou cataplasmas finos sobre os pulmões, duas ou três vezes por dia, durante 30 minutos. Após dois ou três dias de tratamento, vamos alternar tórax e costas, com a mesma duração.

Como exemplo de alternância será: se realizarmos 3 cataplasmas por dia, o primeiro pode estar no peito após algumas horas, em que faremos o segundo cataplasma, colocá-lo-emos nas costas e o último, novamente no peito.

Esta alternância durará duas semanas, após as quais, se a pessoa afetada se sentir melhor, o faremos duas vezes por semana, em vez de diariamente, até sua completa recuperação.

Deixe um comentário